você está aqui: Home  → Colunistas  →  Piloto e Gerente, por Jefferson Wanderley dos Santos

Zeus e Atenas

Por Jefferson Wanderley dos Santos

Data de Publicação: 03 de Junho de 2015

O presente artigo trata de uma fábula expressando a importância do conhecimento e da ação.

Houve um período onde liderei cerca de 120 colaboradores em uma Unidade Aérea com muitos desafios e pouquíssimos recurso financeiros que, quando apareciam, ainda assim eram contingenciados, ou seja, os grandes totais de recursos eram creditados em conta a conta-gotas.

O resultado natural para um cenário restritivo era a desmotivação frente às constantes negativas dos escalões superiores por mais recursos e uma substancial sobrecarga de trabalho esticando-se os horários de expediente.

Dessa forma apelei para o "storytelling" para estimular a contribuição e engajamento dos colaboradores.

Segue, abaixo, uma adaptação de uma das lendas da mitologia grega.

Zeus e Atenas

"Breves considerações acerca da ação e do conhecimento agregado. Idéias sem ação morrem antes de nascer."

A sabedoria dos anciãos gregos era retratada em lendas, que representavam fatos sociais e ensinavam aos cidadãos preciosas lições de vida.

Conta uma das lendas mitológicas que Zeus, senhor do Universo, estava preocupado com o futuro dos homens na Terra, pois eles estavam se afastando de valores básicos de doutrina e cidadania e poderiam, até, perecer frente a um povo belicosamente mais estruturado que viesse dominá-los.

Certa manhã a divindade acordou com uma forte dor de cabeça. Passou o dia sem dela se livrar. A contemplação dos homens na Terra aumentava mais ainda seu martírio. Ao cair da noite, tomou uma espada e em um só golpe abriu a própria cabeça. Dela tirou Atenas (Minerva), a deusa da Guerra, da Ação e das Artes. De imediato, com outro golpe abriu a sua coxa direita e nela guardou a pequenina divindade. Ao amanhecer, retirou a Deusa de seu invólucro, já madura, e a enviou à Terra para liderar os gregos em sua resistência à invasão das colunas romanas.

Desenhei esta interpretação da fábula anos atrás quando chefiei pessoas de grande potencial e talento todavia, bastante dependentes de opiniões superiores para dar consecução às suas idéias.

A presente fábula nos dá uma importante lição: Idéias sem ação morrem antes de nascer.

Atenas era, naquele contexto, uma idéia gerada pela agonia de ver os gregos em completa abulia e ostracismo, amparados em constantes conflitos internos entre as cidades-Estado. A gestação da deusa na coxa, que sustenta o movimento da perna, que faz o homem andar, retrata a ação, o movimento para a frente. A solução do problema para Zeus surgiu da contemplação profunda de um problema. A criatividade foi gerada pelo conhecimento do ambiente analisado.

Há ainda um aspecto importante a ser considerado: O conhecimento. A criatividade, o "estalo" ou o "insight" só surgem quando adquirimos o conhecimento acerca da situação.

O ambiente propício para o surgimento de grandes idéias é o conhecimento agregado, seja ele empírico ou científico.

Não há como termos um "estalo" que nos traga a solução de um problema se não tivermos conhecimento acerca de meandros. Sequer descobriremos a melhor receita de um bolo se não soubermos cozinhar. Ademais é puro palpite.

O conhecimento, com embasamento científico, é o suporte para grandes descobertas.

Portanto, crie condições para que grandes soluções criativas sejam comuns em seu dia-a-dia. Amplie seu auto-desenvolvimento, procure se atualizar que as idéias virão... e como virão.

Acredite!! Mas não se esqueça de ousar e colocá-las, com ponderação e maturidade, em prática, para tanto, não se esqueça de avaliar o contexto e o ambiente nos quais elas reverberarão.

Sobre o autor

Jefferson Wanderley dos Santos atualmente é Professor, Consultor, Palestrante e Facilitador. Foi piloto militar e civil em mais de 15 aeronaves (aviões e helicópteros) de diferentes tipos e piloto offshore (SK-76C) na Líder Aviação. Possui, no total, mais de 5.000 horas de vôo. Possui ampla experiência em Planejamento Institucional com base em Avaliação de Cenários (organizacional e institucional: Brasil e América do Sul) atuando em treinamentos como orientador de diplomatas civis e militares no módulo Peace Operations Executive Seminar do Pearson Peacekeeping Centre no Interamerican Defense College em Washington - DC - USA e no módulo Large Scale Emergencies and Desasters Seminar também no Interamerican Defense College em Washington - DC - USA. Possui ampla experiência em Consultoria para organizações do Comando da Aeronáutica na área de Gestão Estratégica de Recursos Humanos. Proferiu palestras sobre Gestão de Recursos Humanos na Aeronáutica para militares dos países das três Américas e Caribe no 27º Comitê de Gestão de Recursos Humanos e Ensino em Winnipeg, Manitoba, Canadá.

Proferiu palestras sobre o Brasil e seus cenários social, político e econômicos para diplomatas civis e militares do Interamerican Defense College e National Defense University, ambos na cidade de Washington - DC - USA no ano de 2007; foi coordenador acadêmico no Interamerican Defense College, Washington- USA, 2007 a 2008; foi professor-chefe do Curso de Política e Estratégia Aeroespaciais na Universidade da Força Aérea RJ no ano de 2009; possui ampla experiência em Assessoramento e Avaliação de Processo Decisório para funções de assessoria, chefia e direção de organizações do Comando da Aeronáutica.

Contatos

Jefferson Wanderley dos Santos MSc
ANAC 138.480
081 97111 0211 Vivo
081 99531 7778 TIM
081 3033 6593 (r) Vivo

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna