você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

CeBIT 2010 #2 - Fahrradabstellplatz

Por Cesar Brod

Data de Publicação: 23 de Março de 2010

"Fahrrad" é bicicleta. "Abstell" é largar. "Platz" é lugar. Assim, "Fahrradabstellplatz" é o lugar onde se largam as bicicletas, o estacionamento das magrelas. Moleza! O leitor que não conhecia nada de alemão, depois destes dois artigos sobre a CeBIT, agora já sabe encontrar elevadores, trens e onde deixar sua bicicleta. Anda-se muito de bicicleta na Alemanha, mesmo no frio. Também é possível entrar com bicicletas nos trens.

Na CeBIT o pessoal de apoio andava de bicicleta entre os pavilhões e mesmo dentro deles via-se pessoas andando de patinete. Para 2011 eu compro um.

Antes de ir para a CeBIT, agendei o máximo de reuniões que eu podia utilizando Future Match. A ferramenta é muito simples. No caso da Interact buscamos por perfis de empresas que tinham potencial para tornarem-se nossas parceiras, preferencialmente no cone sul. Mas também buscamos trocar experiências com outras empresas que tiveram sucesso em seu processo de internacionalização e com agentes de fomento para projetos internacionais. As empresas que consideramos potenciais eram justamente aquelas que já possuíam alguma experiência em auxiliar seus clientes em processos de gestão estratégica e certificações em processos de qualidade. Mas, também fomos contatados, com o uso da mesma ferramenta, por profissionais que queriam vender serviços de localização de softwares, por outros que poderiam nos ajudar a estabelecer a empresa na Europa e até por concorrentes. Houve muito pouca ausência nas reuniões e, mesmo quando isto aconteceu, o "networking" entre as pessoas que estavam ali no local da Future Match foi bem legal. Em um destes intervalos conheci Marie du Chastel, responsável por comunicações do Getyoo.

Marie veio conversar comigo quando eu estava twitando sobre a CeBIT em um intervalo entre reuniões. Disse-me que achou interessante ver alguém twitando sobre o evento o que, segundo ela, tinha sido a primeira vez. "Eu imaginava encontrar mais pessoas falando sobre a CeBIT usando o twitter", disse ela. Até tinha bastante gente, a julgar pela hashtag #cebit2010, mas talvez eu fosse o mais indiscreto.

O Getyoo de Marie leva as redes sociais a um limite mais "físico", ainda que com o apoio do virtual. Uma das ideias é que cada pessoa carregue seu "profile" no bolso, na forma de um pequeno dispositivo capaz de comunicar-se com outro próximo com um clique. Imagina que tu encontras alguém em um evento e vocês dois tem o dispositivo. Com um clique, os dados de cartões de visitas são trocados. Além disto, vocês dois estão conectados através de uma rede social e podem começar a participar de grupos de interesse, trocar mais informações, etc. Vamos que tu passes pelo estande de uma empresa e se interesse por algum dos produtos. Um clique em um cartaz que também tenha um pequeno dispositivo similar ao teu faz com que catálogos, vídeos e outras informações estejam automaticamente disponíveis na tua rede social. A ideia é fantástica e além de potencializar contatos vai economizar um monte de papel, o que é um tremendo benefício para o ambiente nos dias de hoje. Claro que as aplicações vão além do profissional. É possível utilizar o dispositivo do Getyoo também para fazer novas amizades em festas. Mas neste caso, é melhor ter cuidado... Já pensou na adição automática de alguém que parecia tão legal em um momento um pouco mais etílico?

Na página de abertura do Getyoo tem um vídeo que explica direitinho como o sistema funciona. Nela também é possível solicitar um convite para participar do beta teste, ainda fechado.

Tinha toda uma área da CeBIT dedicada a Web 2.0, a Webciety, incluindo empresas de consultoria para o uso de redes sociais como meio de comunicação e publicidade. Na Zero Hora deste domingo saiu uma matéria muito interessante no Caderno de Empregos sobre prós e contras do uso de mídias sociais no trabalho. É pano pra manga. Eu mantenho a opinião que manifestei ainda em 2008. Aquele que não quer trabalhar não vai trabalhar independente de MSNs, Orkuts, Twitters, etc. Por outro lado, há todo um novo universo que podemos ainda não compreender muito bem, mas que está aí. Aqueles que o utilizarem bem terão boas chances para ganhar dinheiro ou, no mínimo, uma boa visibilidade. Mas que ainda tem muita tentativa e erro nesta questão de redes sociais, isto tem.

Sobre o autor

Cesar Brod é empresário e consultor nos temas de inovação tecnológica, tecnologias livres, dados abertos e empreendedorismo. Sua empresa, a BrodTec, faz também trabalhos tradução e produção de conteúdo em inglês e português. Além de sua coluna, Cesar também contribui com dicas para o Dicas-L e mantém um blog com aleatoriedades e ousadias literárias. Você pode entrar em contato com ele através do formulário na página da BrodTec, onde você pode saber mais sobre os projetos da empresa.

Mais sobre o Cesar Brod: [ Linkedin ] | [ Twitter ] | [ Tumblr ].


Para se manter atualizado sobre as novidades desta coluna, consulte sempre o newsfeed RSS

Para saber mais sobre RSS, leia o artigo O Padrão RSS - A luz no fim do túnel.

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos de Cesar Brod