você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

SCRUM e Planejamento Estratégico - Parte 4

Por Cesar Brod

Data de Publicação: 05 de Março de 2007

Antes de iniciarmos, você talvez prefira ler este artigo em conjunto com os exemplos que criamos em nossas ferramentas SCRUM para apoio ao nosso planejamento estratégico, que estão no Google Docs.

Na medida em que escrevo estes artigos para o Dicas-L, eu e minha sócia vamos exercitando esta proposta de usar o SCRUM para a própria evolução do planejamento estratégico da Brod Tecnologia. Na medida desta evolução, procuramos anotar nos documentos que criamos coletivamente no Google Docs alguns links para mais informações e também convidamos algumas pessoas a criticarem o que estamos fazendo. Na semana que passou, entre a elaboração da Parte 3 e desta Parte 4, seguimos à risca o que nos dispomos a fazer e, especialmente, documentamos em nosso Sprint Backlog 1. Em nossos exemplos já estão nossos princípios (também chamados de "valores fundamentais"), a missão e a visão da Brod Tecnologia. No material de leitura você encontra links para as declarações de missão, visão e, em alguns casos, princípios de outras empresas. Sinta-se à vontade para copiar estes exemplos e adequá-los ao seu caso.

Uma das coisas que recomendo em exercícios de planejamento estratégico é que, na pesquisa de missão, visão e princípios de outras empresas, busquem-se empresas do nosso mesmo ramo de negócios, empresas concorrentes e empresas que não tenham absolutamente nada a ver com o que fazemos. Peço que os envolvidos no planejamento imaginem-se trabalhando em uma área completamente diferente da qual estão, em uma empresa que não tem absolutamente nada a ver com a sua e que busquem descobrir os valores filosóficos destas empresas. Isto é um exercício bastante eficaz e inspirador. Depois disto, com base nos exemplos, a equipe de planejamento busca definir, em suas palavras, o que é missão e visão. Confrontamos estas definições com as clássicas que encontramos na literatura ou em lugares interessantes na Web, como um artigo da Megan Tough chamado Creating a Mission and Vision Statement.

Em resumo, este artigo define a Visão como a resposta para a pergunta "O que o sucesso será?", ou "Como será a minha empresa bem sucedida?". Para trazer inspiração na definição da Visão, Megan diz que devemos imaginar "a empresa de nossos sonhos", e como ela deve ser. As perguntas abaixo nos ajudam nesta reflexão:

  1. Por que comecei este negócio? (Ou por que vim trabalhar nesta empresa?)
  2. Quando eu sair daqui, o que vou deixar como a minha marca?
  3. O que estou, de verdade, fornecendo para os meus clientes além de produtos e serviços?
  4. Se minha empresa pudesse ser tudo o que eu sempre sonhei, como ela seria? O que ela me proporcionaria?

A Missão, segundo Megan, descreve o que a sua empresa realmente faz. Ela propõe mais algumas questões que auxiliam na criação da declaração de missão da empresa:

  1. Qual o propósito de sua empresa? (O que ela quer atingir? Por que ela está no mercado?)
  2. O que faz a sua empresa? (Quais os seus produtos e serviços?)
  3. O que é importante para o seu negócio? (Quais são os princípios que regem o seu negócio?)

Compare as definições e perguntas de Megan com as declarações de missão e visão que você encontrou. Você já está pronto para criar a sua?

Muito bem, mas o que o SCRUM tem a ver com isto tudo? Até agora usamos conceitos do SCRUM para a divisão dos trabalhos do planejamento estratégico em fases de Planejamento, Execução e Entrega. Colocamos estas fases em um Product Backlog. Após a primeira reunião montamos um primeiro Sprint Backlog com a equipe, que definiram as tarefas de preparação para uma segunda reunião onde os conceitos serão revistos e nossos princípios, missão e visão serão escritos. Neste meio tempo (nosso Sprint de quatro dias úteis), o ScrumMaster buscou, nas reuniões diárias de 15 minutos, saber o que cada pessoa fez no dia anterior, suas tarefas para o dia atual e quais as dificuldades a serem eliminadas (tipicamente dúvidas sobre o próprio SCRUM e sobre conceitos de planejamento estratégico).

Nesta segunda reunião, guiada em boa parte pelo que está escrito neste artigo, o ScrumMaster irá buscar também saber como as pessoas transformarão a empresa na "empresa dos sonhos", com a base sólida dos princípios definidos, e cumprindo sua missão através da definição de objetivos estratégicos.

No próximo artigo, falaremos de alguns objetivos estratégicos e como torná-los reais através de planos de ação que trarão embutidas as ferramentas do SCRUM durante todos os demais dias da empresa.

Sobre o autor

Cesar Brod é empresário e consultor nos temas de inovação tecnológica, tecnologias livres, dados abertos e empreendedorismo. Sua empresa, a BrodTec, faz também trabalhos tradução e produção de conteúdo em inglês e português. Além de sua coluna, Cesar também contribui com dicas para o Dicas-L e mantém um blog com aleatoriedades e ousadias literárias. Você pode entrar em contato com ele através do formulário na página da BrodTec, onde você pode saber mais sobre os projetos da empresa.

Mais sobre o Cesar Brod: [ Linkedin ] | [ Twitter ] | [ Tumblr ].


Para se manter atualizado sobre as novidades desta coluna, consulte sempre o newsfeed RSS

Para saber mais sobre RSS, leia o artigo O Padrão RSS - A luz no fim do túnel.

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos de Cesar Brod