Elogios e Desaforos

Por Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 01 de Maio de 2007

Uma das coisas com as quais tive que me acostumar depois que decidi manter a Dicas-L foram os desaforos. Elogios são sempre bons e fazem a gente dormir melhor, pensar que o mundo é belo e que a humanidade, afinal de contas, tem salvação. Já os desaforos trazem a tona os piores instintos, a adrenalina é despejada na corrente sanguínea e o nosso corpo fica em ponto de bala para reagir violentamente. Infelizmente, as agressões chegam em bits e bytes e nosso agressor é uma presença impalpável, embora poderosa.

Existe um tipo de pessoa que classifico como Cronicamente Infeliz, Cronicamente Insatisfeito, ou CICI, para tornar mais simples a denominação. A ciência se depara com um grande desafio, entender por qual razão o criador colocou em nosso belo mundo os CICIs e as baratas. Quanto às baratas existe até esperança, mas quanto aos CICIs a tarefa é bem mais árdua.

Pois então, com a chegada da Internet e da conectividade global, de repente tivemos acesso a uma infinidade de pessoas, muitas delas inteligentes e dispostas a ajudar. Mas como tudo tem um preço, os CICIs também aproveitaram a oportunidade. Em locais onde se discutiam idéias, propostas para se melhorar alguma coisa, lá vinham eles espalhando o veneno e trazendo um mal estar generalizado e paralisando todos.

Quando comecei a receber os desaforos por email eu ficava indignado. Puxa vida, pensava eu então, gasto o meu tempo para divulgar conhecimento, as pequenas coisas que aprendo aqui e ali, e em pagamento recebo ofensas de todo tipo. Não dá para entender. Felizmente, nos dez anos de Dicas-L, só respondi a uma ou duas mensagens e me arrependi profundamente. Não existem vencedores nestas brigas virtuais e o desgaste enorme não vale a pena. Tem um ditado bem legal, o qual sempre me vem à mente quando sou insultado: Não brigue com um porco, no final todos acabam sujos mas a diferença é que o porco gosta da sujeira. E tem mais, me dá uma sensação tremenda de bem estar, com um simples toque da tecla <delete>, mandar para o espaço os CICIs e seu veneno. Ainda melhor, criar um filtro no cliente de correio eletrônico para eliminar no nascedouro qualquer mensagem oriunda de um CICI. Fantástico!

As razões dos insultos são várias, sendo que a mais comum, nos primeiros anos da Dicas-L, vinham de assinantes que não conseguiam sair da lista. Uma vez fui ameaçado de prisão por um leitor que se dizia juiz federal, com toda a arrogância característica dos pequenos chefetes. Às vezes eu também recebi emails de pessoas que passavam a receber as mensagens da lista, sem terem feito a assinatura. Eu não tinha um software que controlasse ou verificasse as inscrições. Com a instalação do Mojo Mail consegui resolver em parte este problema. Tornei um pouco mais difícil a assinatura da lista e muito mais fácil a saída. Para assinar, você recebe em seu endereço eletrônico uma mensagem pedindo a confirmação do seu interesse em assinar a lista. Para sair, é só visitar o site e preencher o seu email no formulário de descadastramento. Mesmo assim, ainda recebo muitas mensagens pedindo para sair da lista, mas não tão iradas quanto antigamente.

Um outro tipo de insulto vem de CICIs que julgam que as dicas estão erradas ou não apresentam a melhor solução, e expressam esta opinião em termos grosseiros. A Dicas-L foi montada com o intuito de se aperfeiçoar com as colaborações dos leitores. Mas enviar uma sugestão com termos como você é um imbecil, onde foi que você aprendeu a fazer algo tão idiota, etc, raramente constroem alguma coisa. Como já disse em um artigo anterior, a melhor solução é aquela que você conhece e que te atende. Com o passar do tempo ficamos mais sofisticados, aprendemos mais e podemos nos tornar mais ágeis e desenvolver soluções mais eficientes. Eu me lembro de uma de minhas primeiras tarefas como administrador de redes Unix, com sistemas SunOS, em 1991. A tarefa era muito simples, converter o nome de arquivos que traziamos via ftp de um sistema VAX. Os arquivos vinham em letras maiúsculas e com um ponto e vírgula no final. Era só para trocar o nome para minúsculas e tirar o ponto e vírgula do final do nome. A minha primeira solução tinha duas páginas e fiquei muito feliz por ter conseguido fazer algo útil. Seis meses depois, consegui otimizar a minha solução, reduzindo o código para uma página. Ao final de um ano, a minha solução se reduziu a uma linha, encadeando alguns poucos comandos com pipes. Qual a diferença das três soluções? Todas elas funcionavam. Será que eu seria capaz de implementar a melhor solução logo de cara? Certamente que não. Mas aquela solução simplória pavimentou o caminho para eu continuar aprendendo e me desenvolvendo. Ainda hoje, depois de quase 16 anos trabalhando exclusivamente com sistemas Unix e derivados, não me considero especialista e não sou mesmo. Mas acho um absurdo insultar alguém por propor uma solução não ótima para um problema. Não se ganha nada fazendo os outros se sentirem mal. Se pegarmos os maiores mestres no Brasil em programação shell e muitas outras coisas, como o Júlio Neves e o Aurélio, você verá a gentileza e a paciência com que tratam todos, indistintamente de conhecimento. Estes dois tem lugar garantido no céu. Por tudo isto, acho que este tipo de insulto é o pior de todos.

Ainda acho que a melhor forma de se lidar com um CICI virtual é ignorá-lo. Eles se alimentam da discórdia e se especializam em polemizar. Mas se você tem um CICI ao seu lado no trabalho ou como vizinho, a coisa já fica bem mais complicada ...

Neste artigo só falei dos desaforos, mas ao longo destes dez anos recebi muito incentivo e palavras generosas de um número enorme de pessoas. Foram estas palavras que me incentivaram a manter este serviço e me deram a certeza de estar fazendo algo útil. Falarei mais sobre este assunto em um próximo artigo.

Insultos

A seguir, reproduzo algumas pérolas que recebi. Os nomes foram omitidos para preservar a identidade dos agressores. Muitas das agressões eu perdi ao longo do tempo. Certamente estes não foram os piores, mas é só para dar uma idéia. Quanto aos palavrões, apenas a primeira letra foi mantida, para preservar a pureza dos leitores deste artigo :-)

  Date: Tue, 09 Mar 2004 09:53:24 +0000
  From: XXXXXXXX XXXXXX <YYYYYYYYYYY@hotmail.com>
  To: Dicas-L-Owner@unicamp.br
  Subject: [Dicas-L] Vim: Substituição de caracteres em múltiplos arquivos
  
  não quero receber nunca mais esta m.... de newsletter,
  tirem-me da vossa lista.
  
  c......!!!
  
  tô farta de vocês e desta m.... de newsletter
  Date: Thu, 12 Jun 2003 13:19:34 -0300
  From: XXXXXX YYYYY <AAAAAA@BBBBBBB.gov.br>
  To: Rubens Queiroz de Almeida <queiroz@ccuec.unicamp.br>
  Subject: RES: RES: [Dicas-L] O Formato Deja Vu
  
  VOU CONTINUAR ESCREVENDO DESSA MANEIRA POIS VC É MUITO
  MAL EDUCADO E SONSO NÃO TENTE ME ENSINAR NADA!, NÃO LHE
  CONHEÇO E NÃO LHE DOU O DIREITO DE ESCREVER DE NOVO PARA
  MIM ! ESPERO NÃO RECEBER NEM RESPOSTA SUA.
  

A próxima mensagem é interessante. Foi de um leitor que reclamou de uma oferta de emprego que postei na lista. Ele me pediu para ser mais objetivo e mandar só ofertas de empregos que interessem a ele em particular.

  Date: Mon, 10 Mar 2003 14:33:34 -0300 (BRT)
  From: XXXXXXXXX YYYYY <AAAAAAAAAAAAAA@bol.com.br>
  To: Dicas-L-owner@unicamp.br
  Subject: Ofertas de Emprego
  
  realname: CCCCCC AAAA
  subject:  Ofertas de Emprego
  nota: Péssimo
  Comentário: poxa, mandem noticias de trabalho que serve
  para outros profissionais alem dos citados nessa propaganda
  

Esta mensagem foi uma das poucas que respondi. Não resisti :-)

  Pode deixar, estamos providenciando a contratação de um
  vidente para que possamos enviar exatamente o que os vinte
  mil assinantes da Dicas-L precisam.
  
  Obrigado por suas sugestões brilhantes. É disto que o
  Brasil precisa :)
  
  Um abraço,
  
  Rubens

E para encerrar ...

  Date: Fri, 7 Mar 2003 07:59:48 -0300
  From: XXXXX XXXX XXXXXXXX <XXXXXXXXX@XXXXXXXXXXXXXXXX.com.br>
  To: dicas-l-owner@unicamp.br
  Subject: Re: [Dicas-L] Newsletter: Unix in the Enterprise
  
  Não Quero Receber mais esta b.... de E-Mail....

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna